Capacidade de Páginas ISO

Antecedentes

Em Dezembro de 2006, a Organização Internacional de Normalização (ISO, International Organization for Standardization) aprovou normas novas para a medição da capacidade em páginas de tinteiros (ISO/IEC 24711) e toners (ISO/IEC 19798) de cor. Estas novas normas complementam a norma ISO/IEC 19752, relativa à capacidade de tinteiros e toners monocromáticos, publicada em Junho de 2004.

As normas ISO relativas à capacidade dos tinteiros e toners definem os principais atributos que afectam a capacidade e aplicam uma análise estatística robusta aos resultados. Todos os fabricantes podem agora utilizar a mesma tecnologia para medirem o desempenho dos tinteiros e toners.

Poderá obter informações detalhadas sobre as normas ISO/IEC no Web site www.iso.org/jtc1/sc28.

O que é a capacidade em páginas?

A capacidade em páginas é o número total de páginas que um tinteiro ou toner pode imprimir. Até agora, os fabricantes utilizaram vários métodos diferentes para medirem a capacidade em páginas, o que dificultava a comparação entre marcas pelo consumidor final. Foi por este motivo que a Lexmark e outros fabricantes de impressoras trabalharam em conjunto com a ISO para a criação de novas normas para a medição da capacidade em páginas. Em 13 de Dezembro de 2006, a ISO aprovou a nova norma para a medição da capacidade em páginas de tinteiros (ISO/IEC 24711) e toners (ISO/IEC 19798) de cor. Estas novas normas complementam a norma ISO/IEC 19752, relativa à capacidade de tinteiros e toners monocromáticos, publicada em Junho de 2004.

Capacidade ISO vs. capacidade real

Visto que o teste de capacidade ISO é um teste controlado, num ambiente real não é provável que um cliente replique, de forma exacta, as suas condições e parâmetros. Consequentemente, a capacidade em páginas poderá ver uma variação positiva ou negativa considerável, dependendo de factores como a coberturas das páginas, o tamanho dos trabalhos, o tipo de papel, as condições ambientais, a determinação de fim de vida útil e a utilização de impressão em frente e verso ou apenas num dos lados da página. [Os resultados da capacidade em páginas ISO podem ser encarados como os valores de consumo (quilómetros por litro de combustível) dos automóveis. Estes valores são úteis para comparar o consumo dos vários veículos, mas poderão não representar com precisão os valores médios que irá obter na realidade. Os consumos reais são afectados pelo local onde conduz, pelo modo como conduz, pela condição e manutenção do veículo, por variações nos combustíveis e por outros factores.]

ISO/IEC/9752 Standard Test Page

Figura 1: Página de teste padrão
ISO/IEC/9752

Uma Investigação levada a cabo pela indústria demonstrou que a cobertura média de uma página a preto e branco, representada como uma percentagem da página que contém toner, está situada entre 4 e 5%. A figura 1 mostra a página de teste, com uma cobertura aproximada de 5%, utilizada pela norma ISO/IEC 19752. Normalmente, a impressão a cores envolve uma cobertura superior da página. Por este motivo, as cinco páginas de teste padrão (figura 2) utilizadas para as normas ISO/IEC 19798 e 24711, com uma mistura de texto e gráficos e coberturas diferentes, representam em média uma cobertura aproximada de 20% (aproximadamente 5% para o preto e as três cores – ciano, magenta e amarelo). Se a sua página impressa média contiver uma cobertura significativamente superior às páginas ISO padrão, deverá esperar que a capacidade em páginas real seja inferior à indicada. Além disso, e apesar de a cobertura da página ser o factor mais obviamente relacionado com a capacidade de um tinteiro ou toner, existem outros factores a considerar cujo efeito poderá ser equivalente ou até mesmo superior.

Five page color test suite specified by ISO/IEC 19789 standard for yield testing

Figura 2: Conjunto de cinco páginas para teste de cor especificado pela norma ISO/IEC 19798 para o teste de capacidade

Por que motivo as normas de capacidade em páginas são tão importantes?

Estas normas de capacidade em páginas irão ajudá-lo a tomar decisões de compra mais informadas, permitindo que avalie com objectividade e exactidão as capacidades de cada tinteiro e toner. As novas normas ISO relativas à capacidade de tinteiros e toners definem claramente os principais atributos que afectam a capacidade e aplicam uma análise estatística robusta, para que todos os fabricantes possam utilizar a mesma metodologia de medição da capacidade.

Como são efectuados os testes?

As especificações das normas ISO/IEC 24711 e 19798 estipulam que a capacidade em páginas é determinada utilizando um conjunto padrão, impresso num ambiente controlado com as predefinições da impressora. Visto que o ambiente onde a impressora se encontra pode afectar a capacidade em páginas, o ambiente de teste tem uma temperatura controlada de 23,0 C +/- 2,0 C.

O conjunto de teste, especificado na norma ISO/IEC 24712, foi concebido para funcionar com papel A4 ou de 8,5 x 11". O conjunto consiste num ficheiro PDF composto por quatro páginas típicas e uma página de diagnóstico, sendo impresso através da versão mais recente de um leitor de ficheiros PDF.

Quantos tinteiros ou toners e impressoras são utilizados no teste?

É utilizado um mínimo de nove tinteiros ou toners (ou conjuntos de tinteiros ou toners), que são submetidos ao teste até atingirem o fim do seu período de vida útil. Isto permite obter estimativas fiáveis da capacidade média estimada, dentro de limites estatisticamente definidos. As normas recomendam que os toners ou tinteiros submetidos ao teste sejam obtidos em localizações diferentes e tenham datas de fabrico diferentes.

Os testes são efectuados num mínimo de três conjuntos de toners ou tinteiros, em três impressoras diferentes, para impedir tendências relacionadas com a variabilidade das impressoras. É utilizado um número igual de conjuntos de toners ou tinteiros em cada impressora.

Por que motivo é que as capacidades em páginas são listadas como um sistema de toner ou tinteiro e impressora?

As capacidades em páginas ISO são sempre listadas sob a forma de um sistema de toner ou tinteiro e impressora. Esta representação reflecte de forma mais exacta as diferenças existentes entre velocidades de impressão, tabelas de cores, rotinas de manutenção e frequências de activação dos vários modelos de impressoras.

Como é calculada e capacidade em páginas?

A capacidade em páginas ISO indicada tem de ter um intervalo de confiança igual ou superior a 90% da média. Se forem testados 9 toners ou tinteiros, a capacidade máxima em páginas ISO é calculada do seguinte modo: Capacidade em páginas ISO = Capacidade em páginas média - (1,86 * (desvio padrão da capacidade em páginas / 3))

Por que motivo é que não existe uma indicação de capacidade em páginas para a minha impressora específica?

A Lexmark irá publicar as capacidades em páginas ISO de todos os produtos futuros.

Para mais informações, consulte Noções sobre a capacidade em páginas dos toners[.pdf].